Conheça os principais fatores de risco para as doenças cardiovasculares

As doenças cardiovasculares, infarto agudo do miocárdio (IAM) e acidente vascular cerebral (AVC) são as primeiras causas de morte em todo o mundo, e no Brasil, correspondendo a 32% de todos os óbitos.

Os principais fatores de risco para as doenças cardiovasculares são:

Hipertensão arterial:A elevação mantida, contínua, da pressão arterial, que pelas Diretrizes Brasileiras e pela Europeia de Hipertensão, corresponde a valores maiores ou iguais a 140 x 90 mmHg e pela Diretriz Americana, de 2017, estes valores foram reduzidos, passando a valores maiores ou iguais a 130 x 80 mmHg, são definidos como hipertensão arterial. Esta é uma doença presente em aproximadamente 30% da população adulta, praticamente sem sintomas, que pode levar danos aos órgãos afetados: coração, cérebro, rins e vasos.

Diabetes Mellitus: A elevação da glicemia acima de 126mg/dl e a pré-diabetes valores entre 100 e125mg/dl, devem ser combatidos, pois,frequentemente estão associadas às doenças  cardiovasculares.

Dislipidemia: A elevação do Colesterol total, principalmente da sua fração LDL e dos Triglicerídeos, principalmente quando associados a outros fatores de risco, estão implicados no adoecimento por IAM e AVC.

Tabagismo: Esta é a primeira causa de morte evitável, estando associado a 80% de todos os Cânceres, 90% de Câncer de Pulmão e Bronquites. Estando ligado ainda a disfunção sexual, problemas de pele como rugas, além disso a grávida que fuma tem mais abortamentos,  bebes prematuros e  de baixo peso e que apresentam mais problemas pulmonares. 25% dos Infartos e AVCs estão associados ao tabagismo.

Obesidade: O Índice de Massa Corpórea (IMC= Peso/altura²) acima de 30 está relacionado a Hipertensão Arterial, Diabete e Doenças Cardiovasculares. Vivemos uma época em que há uma epidemia de obesidade nos EUA e aqui no Brasil cada vez mais detectamos obesos, onde mais de 50% da população está acima do peso(IMC >25) e 18% tem Obesidade, com uma preocupação adicional em relação às crianças que também estão com mais frequência, entrando em curvas de peso excessivas para suas idades.

Sedentarismo: A atividade física regular, pelo menos 3 vezes por semana e idealmente todos os dias, é fundamental para uma boa saúde, baixando as taxas elevadas citadas acima, melhorando o peso e a circulação do sangue.

Para diminuirmos as mortes por doenças cardiovasculares deveremos combater todos estes fatores de risco com medidas simples como: Ter uma dieta saudável, fazer exercícios físicos regulares, parar de fumar, perder peso quando sobrepeso/obeso e procurar seu médico pelo menos 1 vez ao ano para avaliar sua saúde.

 

Fábio Almeida de Medeiros

Cardiologista – CRM 3443

Centrocor
Centrocor

 

Centrocor
Centrocor